Vergonha maranhense.



VERGONHOSO! Cleber Verde, Juscelino Filho e Hildo Rocha votam no parecer que livra a cara do corrupto Temer

Veja quais são os deputados que barraram a denúncia contra Temer na CCJ da Câmara


Depois de bilhões em emendas parlamentares liberadas e mais de 20 trocas de deputados na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, o governo conseguiu mobilizar a base aliada para rejeitar, no início da noite desta quinta-feira (13), o relatório do deputado Sérvio Zveiter (PMDB-RJ) pela admissão da denúnciacontra o presidente Michel Temer, suspeito de ter cometido o crime de corrupção passiva. Barrado por 40 votos a 25, o parecer foi substituído por outro, favorável ao arquivamento da acusação. Aprovado pela maioria governista, o texto patrocinado pelos governistas agora será levada ao plenário para a votação definitiva.

Após liberar emendas e trocar deputados, governo consegue rejeitar parecer para investigar Temer

OAB critica troca de membros na CCJ para salvar Temer: “Soa deboche à sociedade”

Encerrada a fase da CCJ, entram em cena as discussões de plenário sobre o novo relatório aprovado, que pede o arquivamento da denúncia. Caso queira se safar do processo no Supremo Tribunal Federal em pleno mandato, Temer precisa que ao menos 172 dos 513 deputados se disponham a votar contra a denúncia e se expor à defesa de um dos mais impopulares presidente da história, com mais de 90% de rejeição Brasil afora.

Veja como cada deputado votou na CCJ:

VOTARAM CONTRA A DENÚNCIA

Alceu Moreira (PMDB-RS)

Andre Moura (PSC-SE)

Antonio Bulhões (PRB-SP)

Arthur Lira (PP-AL)

Beto Mansur (PRB-SP)

Bilac Pinto (PR-MG)

Carlos Bezerra (PMDB-MT)

Carlos Marun (PMDB-MS)

Carlos Melles (DEM-MG)

Cleber Verde (PRB-MA)

Cristiane Brasil (PTB-RJ)

Daniel Vilela (PMDB-GO)

Danilo Forte (PSB-CE)

Darcisio Perondi (PMDB-RS)

Delegado Éder Mauro (PSD-PA)

Domingos Neto (PSD-CE)

Edio Lopes (PR-RR)

Elizeu Dionizio (PSDB-MS)

Evandro Gussi (PV-SP)

Evandro Roman (PSD-PR)

Fabio Garcia (PSB-MT)

Fausto Pinato (PP-SP)

Genecias Noronha (SD-CE)

Hildo Rocha (PMDB-MA)

José Carlos Aleluia (DEM-BA)

Juscelino Filho (DEM-MA)

Laerte Bessa (PR-DF)

Luiz Fernando Faria (PP-MG)

Magda Mofatto (PR-GO)

Maia Filho (PP-PI)

Marcelo Aro (PHS-MG)

Milton Monti (PR-SP)

Nelson Marquezelli (PTB-SP)

Paes Landim (PTB-PI)

Paulo Abi-ackel (PSDB-MG)

Paulo Maluf (PP-SP)

Rogério Rosso (PSD-DF)

Ronaldo Fonseca (PROS-DF)

Thiago Peixoto (PSD-GO)

Toninho Pinheiro (PP-MG)

VOTARAM A FAVOR DA DENÚNCIA

Afonso Motta (PDT-RS)

Alessandro Molon (Rede-RJ)

Betinho Gomes (PSDB-PE)

Chico Alencar (Psol-RJ)

Fábio Sousa (PSDB-GO)

José Mentor (PT-SP)

Jutahy Junior (PSDB-BA)

Júlio Delgado (PSB-MG)

Laercio Oliveira (SD-SE)

Luiz Couto (PT-PB)

Marco Maia (PT-RS)

Marcos Rogério (DEM-RO)

Maria do Rosário (PT-RS)

Patrus Ananias (PT-MG)

Paulo Teixeira (PT-SP)

Pompeo de Mattos (PDT-RS)

Renata Abreu (Pode-SP)

Rocha (PSDB-AC)

Rubens Bueno (PPS-PR)

Rubens Pereira Júnior (PCdoB-MA)

Sergio Zveiter (PMDB-RJ)

Silvio Torres (PSDB-SP)

Tadeu Alencar (PSB-PE)

Valmir Prascidelli (PT-SP)

Wadih Damous (PT-RJ)

Nenhum comentário

DESTAQUES

Acúmulo de cargos leva justiça a condenar professora a perda do emprego com base na Constituição Federal

O acúmulo de três cargos de professor no serviço público é inconstitucional e representa ato de improbidade administrativa. O entendimen...