Professores de Pindaré-MA estão em greve.




Os professores da rede municipal de Pindaré, a 255 km de São Luís, estão em greve e de acordo com o sindicato da categoria a paralisação é por tempo indeterminado.
Segundo o Sindicato dos Profissionais da Educação de Pindaré, a paralisação de agora é a continuação da greve iniciada há cerca de dois meses. O sindicato decidiu retomar a greve alegando que não foram cumpridos itens do acordo firmado entre a categoria e a prefeitura.
Quando paralisaram as atividades em junho os professores exigiam o reajuste de 7,64 por cento, previsto no plano de cargos e carreiras da categoria e também o pagamento do piso salarial, que atualmente é de 2.298 reais, além do perdão dos dias parados e o pagamento do retroativo do reajuste.
De acordo com o presidente do sindicato, César Barroso, o reajuste chegou a ser pago a alguns professores, as faltas perdoadas, mas o retroativo nunca saiu e o salário já deixou de ser reajustado. "Não paga para todos. O que existe é o pagamento para uma pequena parcela da gestão passada de forma ilegal porque não abrangeu a todos e a defesagem em relação ao piso é praticamente 80 por cento da categoria", explicou.

Apesar da greve decretada pelo sindicato, a maioria das escolas está funcionando no município. Entre os professores que aderiram as reclamações são muitas. “Falta de motivação. O professor precisa estar motivado para ir para a sala de aula e a gente sabendo que temos uma grande gama muito grande de responsabilidades, tanto em casa como na própria escola, a gente acaba desmotivando. Porque a gente sabe que a aposta de recursos que entra pela educação daria para pagar tranquilamente o piso salarial" , reclamou o professor Cosme Sat.

FONTE: G1

Nenhum comentário

DESTAQUES

Clima tenso em Pindaré-Mirim, Polícia realiza reintegração de posse onde agricultores têm extensa plantação

Famílias do Assentamento Novo Pindaré, localizado no município de Pindaré Mirim estão sendo retirados da área. O MST informa que foi fei...