MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O CASO DA CRIANÇA DE SETE MESES VÍTIMA DE ESTUPRO EM MANAUS.



A mãe argumentou que chegou a Manaus aos 15 anos para trabalhar como doméstica, na casa do médico, quando eles começaram a manter relações sexuais que, segundo ela, não era consentido. Quando engravidou, passou a nutrir um sentimento por ele e, por isso, nunca o denunciou. A jovem afirmou que o médico é o pai da bebê, porém, ele só vai registrar a menina mediante comprovação da paternidade, por meio de exame de DNA”.

Quem conta os detalhes deste caso que chocou Manaus na tarde desta sexta-feira, 1 de setembro, foi a delegada Juliana Tuma, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). O médico peruano de 45 anos e a mãe do bebê, de 24 anos, foram presos após serem flagrados com a criança em um quarto de motel.

Saiba mais


Santa Luzia em Debate. 

Nenhum comentário

DESTAQUES

Policiais de folga, prendem homem por tentativa de homicídio em Santa Luzia

Por volta das 10h30min do dia 15/11/18, uma guarnição da polícia  Militar de Santa Luzia, recebeu uma ligação do SD Fernando, informando...