DENÚNCIA: MORADORES DE AUZILÂNDIA ESTÃO A PONTO DE PERDER SUAS CASAS

DENÚNCIA: MORADORES DE AUZILÂNDIA ESTÃO A PONTO DE PERDER SUAS CASAS


Quando se constrói uma ferrovia em um município, imagina-se logo desenvolvimento, em muitas áreas que vão desde emprego para população até a entrada de mais recursos nos cofre públicos que serão usados para melhorar a vida da população. Quanto a aplicação dos recursos oriundos de impostos trazidos pela empresa que destacaremos aqui, não opinaremos nesse primeiro momento, pois o que nos traz a este conteúdo prévio é uma denúncia feita por moradores do povoado Auzilândia no município de Alto Alegre do Pindaré. 


De acordo com moradores do distrito após a duplicação da ferrovia da empresa Vale, as casas das ruas próximas a passagem das locomotivas apresentam danos graves nas suas estruturas.

Em vídeo divulgado pela página no facebook  Auzilândia Agora, os moradores pedem providências urgentes da empresa para que faça a remoção dessa famílias para um local seguro. O engenheiro civil Ronaldo Serra Sousa diz que todas as casas visitadas apresentam rachaduras em médio grau e auto grau. Segundo Ronaldo as paredes estão se descolando das amarrações e conclui dizendo que fica inviável a permanência das pessoas naquelas casas.

A idosa dona Maria Silva Nogueira diz mora a 20 anos na sua  casa e agora vive esse momento que terá que sair  pra não deixar a casa cair por cima dela. Ainda se emociona ao falar “ eu gosto dessa casa porque meu marido faleceu e eu fiquei debaixo dela”.


São famílias carentes que com muita luta sobrevivem com o mínimo, medidas urgentes devem ser tomadas para que lhes seja garantido um direto constitucional que é o direito a moradia.  As casas são próprias e se a Vale causou o dano é natural que se digne a indenizar as famílias ou fazer a remoção das mesmas para outro local com habitações dignas.




Com informações de Auzilândia Agora 



Nenhum comentário

DESTAQUES

Mulher vítima de depressão recorre ao suicídio por enforcamento, em Santa Luzia

Uma mulher identificada apenas por Raimunda de 56 anos, cometeu suicídio por enforcamento na noite deste domingo  (18), no bairro Nov...