NÚMEROS COMPROVAM QUE 50% DAS MULHERES ASSASSINADAS SÃO VÍTIMAS DE FEMINICÍDIO

NÚMEROS COMPROVAM QUE 50% DAS MULHERES ASSASSINADAS SÃO VÍTIMAS DE FEMINICÍDIO


Cerca de 50% dos assassinatos cometidos contra mulheres são crimes de feminicídio. Os dados são do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, e aponta que, no Brasil, 4.657 mulheres foram mortas em 2016 e apenas 11% dos casos (533) se enquadraram como feminicídio, ou seja, quando se perde a vida pela condição de mulher.

O deputado federal Benjamin Maranhão (SD) é autor o Projeto de Lei (PL 7913/2017) que prevê a suspensão da responsabilidade parental dos feminicidas, assim como dos responsáveis por crimes de lesões gravíssimas e de abuso sexual contra filhos e filhas. A matéria garante mais proteção às mulheres vítimas de feminicídio. No Brasil, a taxa de feminicídios é a quinta maior no mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Trouxe esses dados no Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres (25 de novembro) para mostrar que é preciso uma correta tipificação para uma punição mais severa àqueles que praticam assassinatos pelo simples fato da vitima ser mulher. Ao enquadrar o caso em feminicídio, o criminoso tem uma maior punição, mas o desconhecimento, o despreparo, o machismo e até a nossa corrupção vem impedindo que esses crimes sejam punidos como deveriam”, disse.



www.portalt5.com.br



Nenhum comentário

DESTAQUES

BOMBA! deputado Sousa Neto desiste de candidatura

O deputado estadual Sousa Neto, desistiu de sua candidatura. O agora ex-candidato alega falta de apoio do seu grupo político e diz que n...