MARANHÃO É UM DOS ESTADOS COM MENOS ASSALTOS A BANCOS EM TODO O BRASIL

MARANHÃO É UM DOS ESTADOS COM MENOS ASSALTOS A BANCOS EM TODO O BRASIL

Maranhão está entre os Estados com menos ocorrências de assaltos a banco no primeiro semestre de 2017 em todo o país, segundo a última edição da Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos e Carros-fortes, realizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores de Segurança Privada (CONTRASP).

Dos 27 estados, o Maranhão é um dos que menos registraram ocorrências desse tipo, com três explosões e três episódios de assalto, tentativa de assalto ou arrombamento, totalizando seis registros em seis meses.

Na tabela de 2017, o estado de Roraima é o que menos registrou ocorrências, com um arrombamento. Ele vem seguido de Amapá (1), Acre (2), Amazonas (4), Distrito Federal (5), Maranhão (6), Sergipe (6) e Mato Grosso do Sul (6). Minas Gerais é o que mais registrou casos, com 164.

Segundo o delegado titular da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), Tiago Bardal, os dados são resultado da forte atuação das forças de segurança maranhenses.

“Isso se deve à eficiência das Polícias Militar e Civil, ao patrulhamento intensivo e bons resultados nos trabalhos de investigação. Por meio do Departamento de Combate ao Roubo a Instituições Financeiras (Dcrif), nós passamos a ter uma equipe completamente voltada para as investigações que buscam evitar e solucionar esses crimes”, destaca o delegado.

“Com a operação Maranhão Seguro, que envolve a participação de todas as polícias, nós também conseguimos formar um ‘cinturão de segurança’, composto pela Seic, Centro Tático Aéreo (CTA) e guarnições da PM, incluindo a Companhia de Operações em Sobrevivência em Área Rural (Cosar), criada para enfrentar esse tipo de crime”, revela Bardal.


jornalpequeno.com.br

Nenhum comentário

DESTAQUES

Acúmulo de cargos leva justiça a condenar professora a perda do emprego com base na Constituição Federal

O acúmulo de três cargos de professor no serviço público é inconstitucional e representa ato de improbidade administrativa. O entendimen...