DEP. OTHELINO NETO SERÁ EMPOSSADO AUTOMATICAMENTE NO CARGO DE PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

DEP. OTHELINO NETO SERÁ EMPOSSADO AUTOMATICAMENTE NO CARGO DE PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA


O deputado Othelino Neto (PCdoB) será efetivado, nesta terça-feira (02) na presidência da Assembleia Legislativa, como sucessor de Humberto Coutinho (PDT), que faleceu nesta segunda-feira (1°). Ele foi beneficiado por uma mudança no regimento interno do Poder Legislativo, aprovada em dezembro, pela qual não é necessária mais a eleição de um novo presidente em caso de vacância, pois o primeiro vice será declarado presidente.

A Casa está de recesso e volta às atividades somente em fevereiro, mas Othelino já estará exercendo a presidência como efetivo. Os demais ocupantes de cargos na mesa diretora também ascendem automaticamente de posto, devendo haver eleição apenas o 4° secretário.

Saiba o que foi aprovado:

“Declarado vago o cargo na Mesa Diretora, nas hipóteses previstas no Art. 75 deste Regimento ou pelo afastamento do titular para exercício de cargo ou função em outro Poder, a sucessão dar-se-á da seguinte forma: para o cargo de presidente pelo 1º vice-presidente e para este e os demais obedecidos na ordem de sua sequência, realizando-se a eleição para os que restarem vagos, no prazo de até cinco sessões ordinárias, obedecidas as regras do Art. 8 deste Regimento Interno. Para o cargo de secretário, aplica-se a regra de sucessão prevista no inciso anterior, no prazo de até cinco sessões, nos termos do Art. 8 do Regimento Interno”, determina o projeto.

Nova composição da mesa diretora da Assembleia Legislativa:
Presidente – Othelino Neto (PCdoB)
Vice-Presidente: Fábio Macedo (PDT)
2° Vice-Presidente: Josimar do Maranhãozinho (PR)
3° Vice-Presidente: Adriano Sarney (PV)
4.° Vice-Presidente – Ricardo Rios (SD)
1° Secretário – Stênio Resende (DEM)
2° Secretário – Zé Inácio (PT)
3° Secretário – Nina Melo (PMDB)
4º Secretário – vago

Consternação – Nesta segunda-feira (1º), Othelino Neto (PC do B) lamentou o falecimento de Humberto Coutinho.

“O Maranhão perde um de seus grandes líderes. Humberto Coutinho era um homem de poucas palavras e um conciliador, mas teve a coragem cívica de ser um dos grandes pilares de momentos relevantes da nossa política recente. Foi fundamental na marcante eleição de governador do saudoso Jackson Lago (PDT) e foi avalista desse movimento histórico da construção de um Maranhão de todos nós, sob a liderança de seu aliado e estimado amigo Flávio Dino”, disse Othelino.

Ainda segundo o parlamentar, “na sua amada Caxias, em Tuntum, em São Domingos, em Matões, em Parnarama, em cada canto desse estado, enfim, Humberto estará sempre presente. Que Deus o receba bem e conforte a todos os familiares, amigos e admiradores”.



maranhaohoje.com

Nenhum comentário

DESTAQUES

Governador do Maranhão Flávio Dino, eleito no primeiro turno têm suas contas de campanha aprovadas pelo TRE

Em julgamento nesta sexta-feira (14), o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) aprovou, por unanimidade, as contas de ca...