Ex-juiz é preso no Maranhão por coação de membros da Justiça e do Ministério Público


A Polícia Civil cumpriu nesta terça-feira (17) a um mandado de busca e apreensão contra o juiz de direito aposentado de Tocantins, Erivelton Cabral Silva. Ele responde a vários processos por porte de ilegal arma de fogo, ameaça, tentativa de Homicídio e agora é investigado por suspeitas de coagir membros do Ministério Público e do Poder Judiciário em processos criminais movidos contra ele.

A operação foi realizada em Imperatriz, a 630 km de São Luís, pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais do Maranhão (SEIC) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO).

Segundo a polícia, durante as buscas foram aprendidos o notebook e dispositivos de mídia de Erivelton. Além disso, o ex-juiz foi autuado em flagrante por posse ilegal após 12 munições de pistola terem sido encontrados em sua casa.

O ex-magistrado foi encaminhado para a sede de Delegacia Regional de Imperatriz e pagou fiança de R$ 7.000,00 para responder ao processo em liberdade. O G1 tentou contato com o ex-juiz Erivelton Cabral, mas ele não foi encontrado.


g1.globo.com

Nenhum comentário

DESTAQUES

Ex-marido se apresenta e confessa ter matado ex-companheira maranhense encontrada enrolada em lençol em SP

  O ex-marido da jovem Thaynara de Oliveira, de 25 anos, se apresentou na delegacia de Jarinu (SP) nesta segunda-feira (15) e confesso...