Rogério Pitbull está fora da disputa para deputado estadual e deve indicar o filho


O líder político Rogério Pitbull, de Bom Lugar, teve a candidatura a deputado estadual pelo PSDB indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) e deve indicar o filho para substituí-lo na disputa.

O tucano foi barrado por problemas com a Justiça Comum. Condenado em 2010 por estelionato e associação criminosa no Amapá, ele teve a pena de três anos e oito meses de prisão convertida, inicialmente, em prestação de serviços comunitários e, posteriormente, em pagamento de multa, dividida em 44 prestações mensais.

Ao pedir o registro de candidatura, Pitbull tinha acabado de quitar a 8ª parcela e, ao se dar conta de que não poderia ser candidato cumprindo pena, quitou toda a dívida em parcela única de R$ 54 mil, no dia 30 de agosto deste ano.

Mesmo assim, não conseguiu o deferimento do registro.

Segundo o TRE-MA, que acompanhou manifestação da Procuradoria Regional Eleitoral no Maranhão (PRE-MA), a inelegibilidade de oito anos decorrente da condenação por órgão colegiado, em casos que envolvam organização criminosa, só passa a valer após o cumprimento da pena.

“Portanto, considerando a extinção pena no dia 30/08/2018, o Impugnado está inelegível até o final de agosto de 2026”, decidiu nesta semana o juiz eleitoral Eduardo Moreira, em voto que foi acompanhado por unanimidade pelo plenário do TRE.


gilbertoleda.com.br

Nenhum comentário

DESTAQUES

Policiais de folga, prendem homem por tentativa de homicídio em Santa Luzia

Por volta das 10h30min do dia 15/11/18, uma guarnição da polícia  Militar de Santa Luzia, recebeu uma ligação do SD Fernando, informando...